Apple anunciou nesta tarde os novos celulares da linha iPhone 13 por preços que variam entre R$ 6.599 e R$ 10.499 no Brasil. Desta vez a bateria dura pelo menos 1,5 hora a mais do que na geração passada e o sistema de câmeras fica alinhado de maneira diferenciada, o que deve chamar a atenção dos consumidores. Quatro anos após a chegada do iPhone X, o primeiro aparelho da marca com notch, finalmente o recorte na tela foi reduzido.

Confira os preços no Brasil:

  • iPhone 13: R$ 7.599
  • iPhone 13 Mini: R$ 6.599
  • iPhone 13 Pro: R$ 9.499
  • iPhone 13 Pro Max: R$ 10.499

Também foram oficializadas as novas versões de Apple Watch, iPad e iPad Mini. A empresa aproveitou a ocasião para reduzir preço do iPhone 12 no Brasil, com uma queda que chega a R$ 1.500, e para revelar a data de lançamento do iOS 15.

A Apple volta a apostar na câmera dupla com o sistema fotográfico do iPhone 13, com direito a uma lente principal e outra ultra wide. O modo cinematográfico marca presença ao realizar a transição de foco da imagem de forma muito evidente. É uma técnica muito comum em produções de Hollywood que, de acordo com a empresa, agora poderá ser utilizada por qualquer pessoa.

O novo iPhone 13 traz um novo processador batizado de A15 Bionic, com seis núcleos – dois dedicados a alto desempenho e quatro focados em eficiência energética. O motor neural foi melhorado para integrar recursos de Inteligência Artificial. Pelo que a fabricante explicou, seu uso maior será em aplicativos capazes de realizar cálculos em tempo real.

Este processador auxilia na otimização da bateria, que está fisicamente maior nos novos aparelhos. A Apple divulgou os seguintes números sobre os avanços neste quesitos – no entanto, sem detalhar a forma de cálculo:

  • iPhone 13 Mini: 1,5 hora a mais do que no iPhone 12 Mini
  • iPhone 13: 2,5 horas a mais do que no iPhone 12, com promessa de um dia longe da tomada

 

Estão mantidas as telas de 6,1 polegadas no iPhone 13 e de 5,4 polegadas no iPhone 13 Mini. As cores são as seguintes: rosa, azul, meia-noite (verde musgo), estelar (cinza claro) e RED (vermelho).

O armazenamento agora começa em 128 GB, contra 64 GB da geração passada. Os preços variam de acordo com o espaço, que chega a 256 GB e 512 GB.

Produtos indicados a profissionais, os celulares com Pro da Apple agora contam com tela de 120 Hz e tecnologia adaptativa. O recurso se tornou comum em smartphones Android, em especial aqueles voltados para gamers. Na prática, é um indicativo de maior fluidez nos elementos gráficos do sistema iOS e em jogos. A Apple chama a tecnologia, que está presente em alguns iPads Pro, de ProMotion.

Ambos trazem a tecnologia ProRes, que permite compressão de vídeo sem perda de qualidade e suporta conteúdo em 5K. Outro recurso de câmera novo são as fotos macro, em que detalhes de objetos são capturados muito de perto.

Os tamanhos das telas permanecem inalterados: 6,1 polegadas no iPhone 13 Pro e 6,7 polegadas no iPhone 13 Pro Max, em ambos os casos com painel OLED.

A Apple reafirmou a promessa de baterias mais duradouras:

  • iPhone 13 Pro: 1,5 hora a mais do que no iPhone 12 Pro
  • iPhone 13 Pro Max: 2,5 horas a mais do que no iPhone 12 Pro Max

 

A edição Pro Max pela primeira vez chega a 1 TB de armazenamento. Para tanto, consumidores terão que desembolsar R$ 15.499. As cores são azul-sierra, prateado, dourado e grafite.

Todos os iPhones

  • Proteção IP68 que permite entrar na água e ficar com o smartphone submerso a até 6 metros por 30 minutos.
  • Proteção Ceramic Shield na tela, contra riscos e arranhão.
  • Lentes de cristal de safira.
  • Face ID: leitor de biometria facial.